OMC divulga declaração em favor da biotecnologia e inovação

    Uma declaração divulgada pela Organização Mundial do Comércio (OMC) mantém a posição do órgão em favor da inovação e de biotecnologia de precisão. A declaração afirma que os países devem prestar a devida atenção à técnica disponível para atualizar ou implementar marcos regulatórios e informações científicas.

    Os signatários da declaração emitida em 2 de novembro pelo Comitê de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias da Organização Mundial do Comércio (OMC)afirmaram que "os governos devem evitar distinções arbitrárias e injustificáveis entre os produtos finais derivados da biotecnologia e precisão os produtos finais similares que são obtidos por outros métodos de produção".

    Nesse cenário, os países que assinaram o documento dizem que os agricultores precisam ampliar o acesso a novas ferramentas para melhorar a produtividade, a saúde de plantas e animais e a sustentabilidade ambiental. Além disso, devem ajudar a enfrentar "desafios globais, como a mudança climática, as pressões de pragas e doenças, a segurança e a proteção dos suprimentos alimentares em todo o mundo, bem como satisfazer as preferências e demandas dos consumidores por alimentos e alimentos mais saudáveis, de melhor qualidade e com preços acessíveis".

    Ministros da agricultura de diversos países também se manifestaram sobre a biotecnologia e também sobre a declaração da OMC. Para o Secretário de Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue, por exemplo, a biotecnologia de precisão e edição de genoma são uma grande promessa para ambos os agricultores e consumidores em todo o mundo.

    "Essas ferramentas podem desempenhar um papel fundamental em ajudar os agricultores a enfrentar muitos dos desafios de produção que enfrentam, melhorando a qualidade e o valor nutricional dos alimentos disponíveis para consumidores em todo o mundo", conclui.

    — Agrolink

     

    Envie seu Comentário